Do tricô #2

Fica aqui uma espreitadela ao meu projeto de tricô em curso: uma gola de verão.

Em primeiro lugar, aprendi no workshop de iniciação que fiz na retrosaria, no passado dia 10, que existem agulhas circulares que permitem fazer golas (e outras coisas mais elaboradas) tricotando em espiral, de maneira a que no final não seja preciso unir as pontas (drama com que me deparei aqui). Estas são umas addi n.º 5, e o cabo tem 60 cm.

O fio é 100% seda natural – porque é uma gola de verão, e portanto, não se quer muito quente -, da linha Butterfly da Rosários4 (marca portuguesa!), cor n.º 09.

Montei 160 pontos nas agulhas, e a ideia é alternar cinco carreiras de ponto de liga e cinco carreiras de ponto de meia, de maneira a conseguir este efeito riscado que, com algum esforço, conseguem ver na foto acima.

Comprei todo o material na retrosaria.

…e o frio que está…!

Comecei a fazer esta manta – que inicialmente ia ser um cachecol – algures no 11.º ou 12.º ano. Foi a avó Gusta que montou os pontos na agulha e me ensinou a fazer o ponto de liga (a.k.a. “manta de gato”). E eu fui fazendo, até me fartar e enfiar tudo num saco e o saco dentro de uma caixa de maneira que nunca mais vi nada disto. Ressurgiu há pouco tempo, quando procurava qualquer coisa que, a certa altura, também devo ter enfiado num saco que enfiei noutra caixa e que já não me lembro o que seria… Como não estava particularmente perfeito, e era demasiado largo para cachecol, lembrei-me de fazer jus ao nome do ponto e fazer uma manta para os gatos. Mas não sabia rematar… E foi então que encontrei este post e em pouco tempo acabei o que tinha começado há alguns 10 anos! =)