O forro da saia

Ontem a minha mãe lembrou-me que, sendo a saia de veludo (que é grosso, e claramente um tecido de inverno), precisava de um forro, para não se colar aos collants quando eu a usar… Faz todo o sentido, mas esta novidade trocou-me um bocado as voltas. Isto porque o molde do livro parece-me ter sido pensado para o verão, uma vez que não vejo lá instruções sobre como acrescentar um forro à coisa… E por isso, terei que apelar à criatividade e ao engenho. Neste momento, honestamente, estou um tudo-nada perdida. Tenho para mim que me sobra tecido dos lados, e além disso o tecido do forro – que segundo a senhora da retrosaria, que é uma querida, é “um tafetá que parece seda!” – escorrega como o raio…

De qualquer forma, avançarei intrepidamente, com a minha fiel companheira de costura.

Pode ser que amanhã me surja um qualquer método simples e rápido para fazer tudo como deve ser. Hoje já não vejo bem como.

 

Projeto fevereiro: a saia de veludo

E porque parar é morrer, este fim de semana já avancei com o projeto fevereiro! Vai ser uma saia de veludo cor-de-rosa, que comprei no Ikea, com interior num tecido estampado que, tal como o tecido azul que usei no Sorbetto top, saiu do baú da minha mãe. O molde é do livro Simple Modern Sewing: 8 Basic Patterns to Create 25 Favourite Garments.

Ora vejam:

More on this later!